2016-12-02

Ria de Faro

À procura das cores

2016-11-30

Escadinhas dos Remédios

Há vistas que pouco mudaram.
Como esta que no livro Lisboa Velha tinha o Nº17 e que, passados 90 anos, se mantém quase na mesma.

2016-11-29

Cais do Sodré

A estampa 83 do livro Lisboa Velha, do Roque Gameiro, mostra o Cais do Sodré com uns restos de praia que nunca conheci.
Quando era miúdo vinha para aqui velejar nas tardes de terça e quinta-feira, no meio de um frenesim de navios de cabotagem, barcos de pesca, muitas fragatas, varinos, faluas e toda a sorte de pequenos botes que varavam mesmo ali no perret. Às vezes era uma babilónia tal que tínhamos dificuldade em chegar ao rio e navegar em "águas livres".
Voltando agora aos mesmos lugares encontro uma espécie de "Casa da Mariquinhas: não vi nada nada nada que pudesse recordar-me... "
Nas mesmíssimas casas onde havia barcos e aprestos navais  temperados com restos de nafta e de peixe com cheiros fortes há agora não um senhor que é lingrinhas mas uma cidade de restaurantes, cafés e bares. Onde se está muito bem!

2016-11-28

Cais das Colunas

É um assunto que tenho desenhado várias vezes (e nem todas estão nos Bonecos de Bolso...).
http://bonecosdebolso1.blogspot.pt/search/label/Cais%20das%20Colunas
Cada vez vai sendo mais difícil apanhar uma nesga no meio dos turistas mas também, se eles não aparecessem nem tínhamos € para importar o papel.

2016-11-27

Fátima

O terço na Capelinha

2016-11-24

Almaceda

Mais uma aldeia por onde passa a Ribeira de Tripeiros, e que visitámos no passeio do CASTELO DAS ARTES, Cultura Vibra.